A senhorinha brava

Vóvis estava, em um dia frio, sentada no sofá ao lado de uma senhorinha que dormia com uma coberta. Sentei próxima para conversar.

Vóvis começou a puxar a coberta da senhora, que acordou e a olhou feio. 

– Vóvis, deixa isso, ela está dormindo. – pedi.

Voltei para a conversa e a senhora voltou a dormir. 

Vóvis pegou novamente o cobertor e puxou. A senhora novamente acordou. 

– Vó, esse é dela. Deixa aí. Eu vou pegar um cobertor para você. 

– Mas o que é isso? – ela me perguntou e deu um puxão, descobrindo a mulher ao lado, que continuava a olhar feio. 

– É cobertor. Para se cobrir. Esse é dela e eu vou pegar o seu. – disse, levantando para ir buscar. 

Vóvis então, pegou a mão da senhorinha.

– Ela é sua amiga, né Vó? – disse, achando a cena bonitinha. 

– Não, esse é meu marido. – Vóvis respondeu. 

A senhorinha brava então, lhe abriu um sorriso e disse:

– Eu??? Seu marido??

Vóvis se ajeitou no sofá, a olhou brava e então respondeu, lhe apontando o dedo:

– É! E fala que não pra você ver!

Anúncios